Outro cristão copta morto no norte do Sinai


ÁFRICA/EGITO - Outro cristão copta morto no norte do Sinai

Al Arish (Agência Fides) - Chamava-se Nabil Saber Fawzy, era casado e tinha dois filhos, o barbeiro copta morto no sábado, 6 de maio, em Arish, no norte do Sinai, durante um assalto ao seu comércio perpetrado por quatro homens armados. 

A família de Nabil, referem fontes locais, fazia parte das centenas de cristãos que no mês de fevereiro deixaram Arish, depois da sequência de homicídios contra os cristãos que ensanguentaram a região. 

Nabil tinha retornado à sua casa há menos de duas semanas para reabrir a sua barbearia e retomar o trabalho, enquanto a esposa e os filhos permaneceram deslocados em Port Said. A Polícia local ainda não esclareceu se o homicídio é obra de criminosos locais ou se é de matriz sectária. 

No mês de janeiro e fevereiro de 2017, foram sete os cristãos do norte do Sinal mortos em homicídios mirados. 

Quando iniciaram a série de emboscadas mortais contra os cristãos de al Arish e do norte do Sinai, milicianos egípcios do Estado Islâmico (Daesh) difundiram uma mensagem de vídeo na qual reivindicavam a nova companha de violência contra os coptas, definidos pelos jihadistas como “presa favorita”.

A mensagem de vídeo exaltava a figura de Abu Abdullah al-Masri, jovem homem-bomba que em 11 de dezembro passado, se explodiu na igreja de Botrosiya, no complexo de edifícios eclesiais ao lado da Catedral copta-ortodoxa do Cairo, matando 29 pessoas.

O Papa Francisco, durante sua recente visita ao Egito, prestou homenagem aos mártires de Botrosiya. (GV) (Agência Fides 8/5/2017).