Um terço dos casos de cólera no Iêmen são em crianças

ÁSIA/IÊMEN - Emergência cólera: um terço dos casos no país são em crianças

Sana’a (Agência Fides) - É emergência cólera no Iêmen. Por causa da falta de serviços públicos de base, como sistema de saúde, abastecimento de água e gestão de resíduos, a pandemia está se espalhando por todo o país, segundo informações enviadas a Fides. 

Segundo os dados da Organização das Nações Unidas para a Infância (Unicef), um terço dos casos registrados foram em crianças. As autoridades locais referem 11 mil casos suspeitos e 250 pacientes contagiados. Nas últimas três semanas morreram cerca de 130 pessoas em várias províncias da nação, a mesma cifra registrada em 2016. De 27 de abril a 16 de maio, o Unicef encontrou possíveis suspeitos de cólera nas províncias de Saná, Dhalea, Ibb, Taiz, Dhamar, Hajjah, Bayda, Amanat, Asima e Hudaydah. 

Além disso, cerca de 2,2 milhões de crianças sofrem de desnutrição, 462 mil delas de forma grave. Um iemenita a cada dois, com menos de 5 anos, não alcança o desenvolvimento físico e psicológico correspondente à sua idade. 

A população está enfrentando uma nova crise sanitária. 25% dos casos estão na província de Sana’a. Os hospitais e os centros de saúde estão tendo dificuldade de atender a um grande número de pacientes com sintomas de cólera por causa da falta de médicos e enfermeiros. A epidemia precedente foi registrada no inverno passado com 27 mil casos e 130 mortos. (AP) (17/5/2017 Agência Fides)





Obrigado por compartilhar esta postagem em sua rede social.